Quem somos

Somos escoteiros e guias católicos.

Vemos o escotismo como um meio para chegar à perfeita comunhão com Deus, para reforçar sua presença em suas almas, para crescer na amizade com Cristo e conquistar, enfim, a bem-aventurança eterna. O escotismo é visto como um caminho para ser perfeito como o Pai Celeste é perfeito. O método escoteiro não é um adendo à fé católica, e sim um modo para mais perfeitamente professá-la.

O escotismo católico adota os cinco fins propostos para seu movimento pela UIGSE-FSE: Deus, caráter, serviço, saúde e sentido do concreto. Eles estão presentes na ação formativa da AG&E, na pedagogia, nas palestras, na progressão por classes, e no trato individual e coletivo dos membros.

O Escotismo Católico praticado pela AG&E é absolutamente fiel aos princípios herdados de Sir Robert Stephenson Smith Baden-Powell, iniciador do Movimento Escoteiro. Nesse sentido, todo o programa educacional do Escotismo Católico baseia-se na obra “Escotismo para Rapazes”, de Baden-Powell, e na implementação do método escoteiro tradicional, tal como reconhecido pela UIGSE-FSE. Embora se admitam adaptações nos aspectos acidentais do método, não se alterará o programa da AG&E de modo a descaracterizar a originalidade do Movimento Escoteiro: sistema de patrulhas, corte de honra, progressão por etapas mediante conquista de distintivos, mérito, vida mateira, exigência, lei, promessa, lemas, ramos etc.

Denomina-se escotismo católico não meramente o escotismo praticado por católicos, mas todo um sistema confessional do método de Baden Powell tal qual aperfeiçoado pelo Pe. Jacques Sevin, SJ.

Em sentido amplo, o escotismo católico pode ser praticado por diferentes associações escoteiras, embora use-se, em nossa literatura, da AG&E, um conceito estrito, ligado essencialmente ao referencial pedagógico da UIGSE-FSE.

O escotismo católico quer formar não somente bons súditos da cidade terrena, como prepará-los ao céu. É um meio de apostolado, de conquista das almas para Cristo e dilatação da Igreja, para a maior glória de Deus, como de santificação de seus membros, mediante uma catequese teórica e prática que inclui, mas nele não se esgota, o adestramento tipicamente explorador.

Podemos dizer que o fim do escotismo católico é ajudar a cada jovem a dirigir sua vida para que seja capaz de exercer um papel útil no mundo que o rodeia, na sociedade e na Igreja.

A vida exploradora não tem sentido se não desemboca no serviço a Deus e ao próximo. Por isso mesmo o escotismo se define como “o civismo na escola dos bosques”. “Semper Parati” é o lema dos exploradores que bem expressa essa vontade de servir – Sempre Pronto.

O método escoteiro se constitui na interdependência dos seguintes pontos:

  1. Vivência da promessa e da lei do explorador e da lei da guia;
  2. Sistema de patrulhas;
  3. Corte de honra;
  4. Progressão pessoal por classes e etapas, mediante conquista de distintivos;
  5. Vida ao ar livre;
  6. Aprender fazendo;
  7. Movimento chefiado por adultos para jovens;
  8. Disciplina e hierarquia, adaptados à vida civil e à idade, como escola de valores e de patriotismo;
  9. Uso do uniforme com honra, garbo, decência, elegância e correção nos detalhes.

Clique nas opções abaixo para conhecer mais sobre nós:

Apresentação

História

Nossa insígnia

Modalidades

A Pedagogia

UIGSE-FSE

Decreto Pontifício