Guias e Exploradores

É o Ramo Verde, para moças e rapazes dos 12 aos 17 anos de idade.

Trata-se da fase fundamental do movimento, e a primeira a ser fundada por Baden-Powell. Tão especial é tal etapa na vida exploradora que dá nome a todo o movimento.

A finalidade do Ramo é a mesma do escotismo em geral, atendo-se à aplicação plena dos princípios do movimento.

Durante o tempo em que frequenta o Ramo Verde, o jovem deve aperfeiçoar-se nas técnicas mateiras, conhecer e aplicar o sistema de patrulhas, viver intensamente o companheirismo e a camaradagem, e crescer em sua vida espiritual, acrescentando em sua amizade com Cristo, no serviço a Deus e ao próximo, formando seu caráter, e desenvolvendo saúde física e interior. O explorador vê-se como um continuador do cavaleiro medieval e presta honra ao código da cavalaria.

No Ramo Verde, pratica-se a divisão por modalidades, conforme o agrupamento. Assim, em um agrupamento de exploradores ou de guias marítimos, há uma especialização nas habilidades navais e fluviais, em um aéreo um treinamento mais específico nas tarefas ligadas à aviação, à comunicação por rádio e ao aeromodelismo, e em um montanhista uma ênfase nas atividades de montanha.

Lei do Explorador

  1. A honra do explorador é ser digno de confiança.
  2. O explorador é leal a sua pátria, pais, chefes e àqueles que dependem dele.
  3. O explorador está sempre pronto para servir e salvar seu próximo.
  4. O explorador é amigo de todos e irmão de todos os escoteiros.
  5. O explorador é cortes e cavalheiresco.
  6. O explorador vê na natureza a obra de Deus: ele gosta de animais e plantas.
  7. O explorador obedece de bom grado e não faz nada pela metade.
  8. O explorador é dono de si, sorri e canta nas dificuldades.
  9. O explorador é econômico e cuida dos seus próprios bens e dos bens dos outros.
  10. O explorador é puro em seus pensamentos, palavras e ações.

Lei da Guia

  1. A honra da guia é ser digna de confiança.
  2. A guia é leal a seu país, seus pais, seus líderes e àquelas que dependem dela.
  3. A guia está sempre pronta para servir e salvar seu próximo.
  4. A guia é amiga de todos e irmã de todas as guias.
  5. A guia é cortês e generosa.
  6. A guia vê na natureza a obra de Deus: ela gosta de animais e plantas.
  7. A guia cumpre com seus deveres com obediência e disciplina.
  8. A guia é dona de si, sorri e canta nas dificuldades.
  9. A guia é econômica e cuida de sue próprios bens e dos bens dos outros.
  10. A guia é pura nos pensamentos, nas palavras e nas ações.