Lord Baden-Powell

O general Robert Stephenson Smyth Baden- Powell nasceu em uma grande família em 22 de fevereiro de 1857, em Londres. Seu pai, reverendo anglicano e professor em Oxford, morreu muito jovem. Sua mãe, filha de um almirante inglês, ficou sozinha, educou os filhos e os incentivava a satisfazer a suas curiosidades e encontrar atividades de acordo com as suas capacidades e gostos.
Em 1876, embora muito jovem, Baden-Powell passou em um concurso militar, com excelentes resultados.
Foi nomeado segundo-tenente e enviado para servir na Índia, no XIII Batalhão Hussards.
Em 1884, é enviado a uma missão secreta na África. Ele deixou sua barba crescer usava roupas comuns, fingindo ser um jornalista .
Em 1896 , ele retorna à África para experimentar o que chamou de “a melhor aventura da minha vida”. Os “Matebeles” (nativos) deram-lhe o apelido de “Impeesa” , que significa “o lobo que nunca dorme” .
No cerco da cidade Sul Africana de Mafeking, durante a Guerra dos Boers, ele usou adolescentes como mensageiros, a fim de manter os homens adultos em ação de combate. Nesta ocasião, B-P percebeu como os meninos são úteis e quão seriamente eles assumiram as responsabilidades que lhes são confiadas. Ele observou que “a missão de um homem pode ser confiada a um adolescente”.“ Os cadetes de Mafeking”, nome dado ao pelotão de adolescentes, contribuíram muito para a vitória.

A Criação do Escoteirismo

A partir de sua experiência de Mafeking, B-P decidiu propor um novo método educacional. Ele testou seu método em um acampamento, entre 25 de julho e 09 de agosto de 1907. Este acampamento aconteceu na ilha de Brownsea, ao sul da foz do rio Tâmisa . Os participantes eram meninos vindos de várias classes sociais. Eles eram os “aventureiros iniciantes”, organizados em quatro patrulhas: Corvo, Maçarico, Lobo e Touro.
Em 1908, a pedido de Sir William Smith (fundador das “brigadas de meninos”), ele publicou “Bivacs”, que iria em breve tornar-se um dos capítulos de seu famoso livro “Escoteirismo para Rapazes” . As iniciais “B-P” (pronuncia-se Bi-Pi) na capa foram suficientes para atrair a atenção dos rapazes.
O movimento esparramou-se rapidamente, como um “incêndio florestal”, e B-P era cada vez mais exigido pelos meninos e pelas meninas. Ele deixou o Exército em 1910. Em 1920, ele se tornou o «Chefe Explorador Mundial» ou «Chefe Escoteiro Mundial» e começa a viajar incessantemente, a fim de consolidar o movimento. Com mais de 80 anos de idade, ele se retirou ao Quênia, na África que ele tanto amava.
B-P morreu no Quênia no dia 8 de Janeiro de 1941.
Por sua iniciativa foi fundada a Organização Mundial do Movimento Escoteiro (OMME), em inglês “World Organization of the Scout Movement” (WOSM), que agrupa boa parte das associações de escoteirismo nacionais. No Brasil, a UEB – União dos Escoteiros do Brasil – é filiada à WOSM. Junto da WOSM, existe também a “World Association of Girl Guides and Girl Scouts” (WAGGS), a Associação Mundial de Bandeirantes, fundada por B-P e sua irmã, Agnes Baden-Powell e depois dirigida por sua esposa, Lady Olave Baden-Powell, que possui como membro a Federação das Bandeirantes do Brasil (FBB). Bandeirante foi o nome escolhido para traduzir o original “Guias” e “Escoteiras”. Hoje, tanto a WOSM/UEB quando a WAGGS/FBB possuem em seus quadros meninos e meninas, mas originalmente não era assim.
Todavia, não é só em torno da WOSM e da WAGGS que os movimentos de escoteirismo se reúnem. Desde o início houve associações independentes. Algumas delas se filiaram se juntaram a outras que saíram da WOSM e da WAGGS e fundaram, em 1996, a Federação Mundial de Escoteiros Independentes (FMEI), em inglês “World Federation of Independent Scouts” (WFIS).
Diversas outras associações, sobretudo na França, continuam independentes e não são filiadas nem à WOSM, nem à WAGGS e nem à WFIS.
A Associação Guias e Exploradores do Brasil adota o método original de Baden-Powell aplicado por Jacques Sevin e a pedagogia da UIGSE-FSE, estando em contato para futura afiliação a essa organização.
Todos os escoteiros do mundo sabem-se fundados por Baden-Powell, independentemente de a qual organização pertencem.